domingo, 10 de setembro de 2017

Retrato Falado # 2

John Jarvie


Nenhum poeta está no quarto onde a mãe recebe um pedaço do filho. Aquele que ela amara de bem antes do parto.

O filho não devolvem. Enviam uma bota que ela nunca engraxou – suja de sangue, sem brilho: o calçado que o levou em sua última rota.


O sangue também não é seu, de linhagem: é de alguém que ele matara com um tiro, que aos pedaços recebeu outra mãe, em outra bagagem.




Poema de 2008, escrito depois de ver uma matéria sobre o desespero das mães de soldados enviados para a Guerra do Iraque.

Nenhum comentário: