sexta-feira, 5 de março de 2010

Poema de amanhã

22/12/03

1

O poema de amanhã descansa em meu peito.

Em estado selvagem,

às vezes ele parte a galope pelo meu corpo,

a sua crina solta ao vento,

seus cascos ecoando no hall do meu tórax

– mesclando-se às batidas do meu coração...

... seu relincho se misturando lentamente à minha voz...


Eu o sei,

como sei o bebê que cresce na barriga da Arabela.


Eu o sei,

como sei que a noite de um dia futuro

se inicia na sombra que minha perna projeta.


2

Amanhã ele estará domado,

pastando tranqüilamente em uma folha de livro.



* Do livro Memórias à Beira de um Estopim

11 comentários:

Adriana Godoy disse...

Maravilhoso, Nolli. O poema emergente, selvagem, inquieto posto tranquilo nas páginas do livro. Apalusos fortes. Nolli pela beleza e intensidade desse poema. beijo.

Fred Matos disse...

"como sei que a noite de um dia futuro
se inicia na sombra que minha perna projeta."


Concordo com a Adriana, é um poema maravilhoso, Rafael.

Ótima semana.
Grande abraço

BAR DO BARDO disse...

... bom golpe!

jorge vicente disse...

espero que o poema nunca se dome, rafael!!!

e que a sua poesia permaneça sempre!!!

Um grande abraço
Jorge

P.S.
como arranjar seu livro?

Larissa Marques disse...

ai de mim...
e guardo a utopia do amanhã em meu peito também!
para nós mulheres a frase vai além, amamentamos o amanhã!
muito bom, Nolli!

Layara disse...

...galopante letras em versos...

Parabéns!


Beijo!

Paz e Luz!

isaias de faria disse...

poememos nolli, poememos!

J.F. de Souza disse...

(sabia que eu já tinha lido isso...)

ando
domando
palavras
arredias
esses dias

palavras
que me causam
dor
por
nada


1[]!

Nydia Bonetti disse...

Beleza de poema. Também ando pressentindo versos... Abraço, Nolli!

Glauber Vieira disse...

Já tinha lido esse texto, que é um dos meu preferidos do Nolli.

Eliane F.C.Lima disse...

Rafael,
Começo agradecendo a sua visita a meu trabalho e as palavras cálidas.
E digo que, depois de ler o poema acima - fora seus outros todos que já li - não me admiram os comentários de todos os seus pares, gente de bom gosto.
Obrigada e parabéns.
Eliane F.C.Lima