segunda-feira, 25 de outubro de 2010

A dança das nove


piolhos de cobra (Diplópode) - foto Rafael Nolli

Compreenderia se me dissessem que por ti
homens e mulheres secaram seus American Express:
que os sentimentais se internaram no Prozac,
mergulharam na cachaça
e acabaram por se identificar
com os personagens das músicas bregas,
com os suicidas frustrados
e os figurões às portas da falência.

Aceitaria como verídico se me contassem que por ti
jovens se masturbaram no banheiro do colégio,
esquecidos do medo das mãos ficarem cabeludas,
das espinhas abundarem,
do pau entortar noventa graus.

Eu creria se me dissessem que outros,
os de alma mística
(na veia correndo alguma coisa andina, ou céltica),
foram desesperados aos lupanares,
recorreram à nave central das igrejas
e terminaram encontrando um resquício de ti
na fumaça da maconha, nas mesas de oija,
nos terreiros de candomblé.

Eu relevaria se afirmassem que Balzac & Nabukov
foram visionários que a profetizaram:
quealgo seu, talvez os olhos,
talvez a alma, na arte de Botticelli;
que poetas menores a vislumbraram,
mas incapazes de compreendê-la
terminaram escrevendo
Sonetos Bucólicos à Virgem.

Acataria de bom grado se narrassem em poesia
a saga de homens lacerados
que por ti recorreram ao Merthiolate, à Aspirina,
e sem esperança se entregaram aos divãs,
à loucura mansa dos que cochicham com as sombras,
ou se desnudam na rua.

Jamais duvidaria se me contassem
que uns fizeram de seu nome um mantra,
outros um hino e os exaltados um caminho.

Não duvidaria nunca!
Ó musa, como eu não te amo!


* do livro Comerciais de Metralhadora
Musas dançam com Apolo (Baldassare Peruzzi)
Calíope, Clio,  Erato, Euterpe, Melpômene, Polímnia, Tália, Terpsícore, Urânia

15 comentários:

BAR DO BARDO disse...

a musa também faz cena

boa execução!

Fabrício Brandão disse...

A acidez também é necessária ao poema. E aqui soa na medida certa dum exercício constante de lucidez. É por isso, Nolli, que tua poesia é necessária às nossas percepções. Bravo!

Abraços ternos!

jorge vicente disse...

Ah, como o poema não precisa de musas para Ser!

grande abraço, camarada!
Jorge

Eliane F.C.Lima disse...

Atualmente, Nolli, minha musa - e minha alma, devo ser sincera em confessar - procura meu dragão, que sempre me acompanhou pela vida à fora, eu, avesso de São Jorge.
Eliane F.C.Lima (http://poemavida.blogspot.com)

Cássio Amaral disse...

Nolli, quero comprar seu livro quando você o publicar. Sua poesia fica, bate fundo e fica mano véi.

Te amo muito, sinto saudades de nossas conversas e de sua amizade.

Abração. Muita saúde e luz.

P.S. Venham aqui quando puderem please.

carmen silvia presotto disse...

Bom, esse não amar a musa, assim o canto segue livre às musas, hein?...rs!... Rafael parabéns por tua poesia, ela nos desperta, e hoje está o poema "Música" em Vidráguas, tomara que gostes, um abraço amigo e obrigada pela companhia.

Bom dia!!!

Cássio Amaral disse...

mano,

esqueci de falar uma coisa.

suas fotos são ótimas. eu as adoro!

véi, aprendi com robson e isaias que fotografia tem muito aver com poesia.

photo-grafia: escrever com luz! uma arte está linkada na outra.

outro abração.

Cláudia Cardoso disse...

Primo, não há mais o que dizer, muito bom (pelo jeito,como sempre!), belíssimo poema!
Receba meu beijo e minha aflição em saber o que achou do meu livro.

Albuq disse...

Belo poema!

Joakim Antonio disse...

As vezes a musa falta, farta, falseia, desnuda-se, morre e sobra apenas o que sempre esteve.

Poemas de construções sólidas, sempre.

Parabéns!

Adriana Godoy disse...

Nossa! Que beleza, Nolli. Realmente, fantástico! beijo

Nati disse...

Mi nombre es Nati y me dedico a escribir cuentos infantiles con mucha magia y una pizca de realidad, si te gusta volver a recordar tu infancia ya sabes donde puedes hacerlo y si los premios te gustan para decorar tu blog pues en el otro blog que tengo encontrarás todo tipo de mimos.
Bueno y una vez hecha mi presentación, tengo que decirte que tu blog me ha impresionado, creo que es fantastico y muy diferente a los que yo conozco, me quedo como seguidora para poder seguirte poco a poco, aquí tienes mucha publicaciones muy interesantes.
Y si quieres y con el tiempo podemos llegar a ser amigos.
Enhorabuena por tu blog y te deseo lo mejor para todos los dias de tu vida.
hasta pronto besos Nati.

Cecilia Gonçalves disse...

Poema que enfrenta a triste realidade, eu acredito em tudo, pois há tanta loucura nesse mundo, por isso digo, salve-se quem puder!
Adorei seu espaço, seus poemas.
Abraços de sucesso.
CG.

Luciana disse...

Lindo!
Lendo e vendo a realidade de hoje.

Sua foto ta diferente no "Poema do dia"

Xeru

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

Um Natal próspero e cheio de felicidade. Que Deus continue abençoando todos os seus passos.

Trouxe um presente e espero que receba com carinho, clica aqui:

http://www.artesorrindo.com/flashcard/n015.htm


Rebeca

-